RESULTADOS DO PROGRAMA


Em 2007 no interior do Paraná, foram distribuídos 52 fêmeas e 5 Machos nos Colégios Agrícolas de Umuarama, Francisco Beltrão, Campo Mourão, Clevelândia e Palotina.

No Centro de Produção Municipal de Sulina, receberam 8 Fêmeas e 2 Machos e 2 Machos em Planalto. Já a associação de produtores de Laranjeiras do Sul – CELAR, recebeu 15 Fêmeas e 1 Macho. Quarenta doses de sêmen Bôer foi doado para a Associação de criadores de Caprinos de Virmond e região 6 produtores foram atendidos com animais. O Centro Paranaense de Referência em Agroecologia recebeu 12 Fêmeas e 3 Machos.

Em 2008 foram implantados dois Centros de Produção Municipal. A Prefeitura de Dr. Ulisses recebeu 15 Fêmeas e 1 Macho e em Capanema receberam 18 Fêmeas e 1 Macho.

Os 41 criadores da região sudoeste do Paraná receberam 41 Machos reprodutores mestiços Bôer e a Associação de Produtores de Nova Tebas recebeu 2 Machos PO para promover o melhoramento genético.

Todos os animais cedidos em 2007 e 2008 são provenientes do IAPAR (Instituto Agronômico do Paraná). Atualmente o rebanho do IAPAR é composto por 25% (54 cabeças) das matrizes mestiças adquiridas em 2005, sendo que 20 destas matrizes foram selecionadas para a formação do núcleo da raça Anglonubiana. Os restantes do rebanho de matrizes, cerca de 230 no total, são animais da primeira e segunda geração nascidas no IAPAR (fêmeas ½ sangue e ¾ Bôer).

Outras atividades realizadas em 2008 foram:
  • Inspeção dos animais do Centro de multiplicação genética Caprina para fins de registro genealógico.
  • Cursos para técnicos capacitados em Ovinocultura e Caprinocultura e Inseminação Artificial em Caprinos.
  • Realização de cursos para produtores rurais (parceira SENAR) 4,500 produtores capacitados.
  • Realização de seminários, palestras técnicas e dia de campo – 600 participantes.
  • Realização do I Simpósio Sul Brasileiro de Ovinos e Caprinos, I Simpósio Paranaense de Caprinocultura e XIII Simpósio Paranaense de Ovinocultura.
  • Readequação de frigoríficos e abatedouros, orientação e legalização de 4 unidades.
  • Apoio técnico para a organização de 4 cooperativas de criadores, com foco principal voltado para a assistência técnica à produção e comercialização de carnes (Regiões de Guarapuava, Pato Branco, Francisco Beltrão e Toledo).
  • Assistência técnica para a organização de 3 Associações de Criadores, com foco na estruturação das cadeias produtivas (Regiões de Cascavel, Maringá e Campina Grande do Sul).
  • Criação da câmara setorial das cadeias produtivas da Caprinocultura e Ovinocultura do Estado do Paraná.
  • Inclusão das carnes Caprina e Ovina no projeto Carnes Nobres do Paraná.
  • Estudo de mercado – parceria SEBRAE.

Um dos projetos mais importantes do programa é o curso de Gourmet, com capacitação de chefes de cozinha e 220 pessoas treinadas. Esse curso visa inserir as carnes ovina e caprina com a qualidade exigida pelo mercado consumidor. Tem como objetivo atingir o PAECPOC e a ABRASEL (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes) para desenvolver novos produtos e capacitar os responsáveis pela elaboração dos pratos em restaurantes, churrascarias e correlatos. Essa parceria visa ainda promover o marketing das carnes em pontos de apresentação e venda de carnes, eventos gastronômicos e exposições.

Recomendar esta página via e-mail: